quinta-feira, 21 de agosto de 2014

"HOMENS INVISÍVEIS"

Aeroporto


Universidade



FANTASMAS DO PASSADO



Avançar no combate à corrupção, ou voltar ao passado, quando as denúncias morriam na gaveta e as CPIs que acabavam em ''Pizza'?



Coisa de rico e coisa de pobre no Governo FHC 


Por: Mário Luís
CAMOCIM INFORMADOS

COORDENADOR DE EDUARDO CAMPOS DEIXA CAMPANHA DE MARINA SILVA: 'DESSA SENHORA EU QUERO DISTÂNCIA'

É grave a crise entre PSB e REDE - Integrantes do Partido Socialista não aceitam a postura "IMPERIAL" de Marina Silva, que já assumiu promovendo mudanças profundas no comando da Campanha.
O ex-coordenador de campanha e Secretário-Geral do partido, Carlos Siqueira, abriu "fogo amigo de grosso calibre" contra Marina. O TOM da maneira como Marina é vista - "HOSPEDEIRA", deixa evidente a diferença entre as partes. Parece que nem Renata Campos tem força para evitar que essa cratera aumente.

Ex-coordenador manda Marina "cuidar da Rede dela"
Carlos Siqueira deixou a coordenação da campanha
O secretário-geral do PSB e ex-coordenador da campanha de Eduardo Campos, Carlos Siqueira, mandou um recado direto para Marina Silva nesta quinta-feira: "Ela que vá cuidar da Rede dela", numa referência à Rede Sustentabilidade. Siqueira ficou irritado com a agora candidata do PSB à Presidência e deixou a coordenação de campanha por se sentir desprestigiado.

“Não tenho mágoa nenhuma dela. Apenas acho que quando se está numa instituição como hospedeira, como ela é, tem que se respeitar a instituição, não se pode querer mandar na instituição. Ela que vá mandar na Rede dela porque no PSB mandamos nós”, disse Siqueira.

Ele disse ainda que Marina Silva não representa o legado de Eduardo Campos e que, por isso, não vai fazer campanha para ela. “Acho que ela não representa o legado dele e está muito longe disso. Eu não vou fazer campanha para ela porque eles eram muito diferentes, politicamente, ideologicamente, em todos os sentidos”, criticou.

Siqueira acrescentou ainda que Marina não fez consultas ao PSB para fazer alterações na equipe de campanha. "Ela nomeou o presidente do comitê financeiro da campanha, cuja responsabilidade da prestação de contas é do partido. Nós não podemos oferecer o partido a uma candidatura que procede dessas maneiras”, disse.

No entanto, Marina classificou a discussão como um mal entendido e a atribuiu à gravidade do momento, ao "tensionamento".
“Há que ter compreensão com as sensibilidades das pessoas e essa compreensão, essa capacidade eu tenho. Sempre digo que prefiro sofrer uma injustiça a praticar uma injustiça”, disse.


CAMOCIM INFORMADOS

O QUE A GLOBO VAI DESCOBRIR SE O JATINHO DO JN POUSAR EM MONTEZUMA

Antes de pousar, avisem o menino
Estamos, outra vez, em temporada eleitoral. Temporada de entrevistas no Jornal Nacional, de debates, daquele jatinho que cruza os céus do Brasil em busca de discutir os problemas nacionais. Em geral, são os problemas federais. Como os leitores, ouvintes e telespectadores do quarteto midiático — Folha, Estadão, Abril, Organizações Globo — talvez já tenham notado, não existem problemas de fundo em São Paulo, nem em Minas Gerais — por coincidência, sob governos tucanos.

Talvez a produção do JN decida pousar em Montezuma, no extremo norte do estado de Minas, fronteira com a Bahia. Há quem estranhe que a emissora mais poderosa do Hemisfério Sul não tenha feito isso ainda, diante das denúncias de que um dos candidatos ao Planalto teria beneficiado a própria família com dinheiro público.

Jornal Nacional está preocupadíssimo com a corrupção, como se viu na entrevista de William Bonner com a presidente Dilma Rousseff.

Assim sendo, é mais que justo que despache o jatinho até Montezuma.

A simpática cidade, de cerca de 8 mil habitantes, tinha uma pista de terra mandada construir pelo ex-governador mineiro Newton Cardoso. No final de 2007, quando Aécio Neves era governador de Minas Gerais, o aeródromo foi incluído no ProAero, o Programa Aeroportuário de Minas Gerais.

Segundo o Diário Oficial de Minas Gerais, o objetivo do programa tocado pela Secretaria de Estado e Obras Públicas (SETOP) era que Minas tivesse, em 2011, “69 aeroportos funcionando 24 horas por dia”.

Antecipando-se à Globo, apesar de seus parcos recursos, o Viomundoconstatou que, no que se refere a Montezuma, o programa fracassou.

Não se você considerar justificável construir aeroportos para manter a saúde pública.

Hoje Montezuma, cidade de 8 mil habitantes, dispõe de uma pista asfaltada de cerca de 1.300 metros. É mais ou menos o mesmo tamanho da pista de Guarujá, no litoral paulista, cidade de 300 mil habitantes onde aconteceu o trágico acidente envolvendo o candidato Eduardo Campos.

Cópia de casinha
Em março de 2008, o Departamento de Estradas de Rodagem mineiro adiantou-se e escolheu uma empreiteira para pavimentar a pista de terra de Montezuma. Contratou a Pavisan, por 268.460,65 reais. Segundo um ex-executivo da empresa, que lá trabalhava à época, a obra foi um mau negócio. O valor seria irrisório e não cobriria os custos. Ele não vê razão econômica para o estado investir no local, pois perto de Montezuma há cidades maiores que poderiam ter sido contempladas com um aeroporto. Qual seria a justificativa? A proximidade com as terras da família de Aécio? Facilitar o contato aéreo entre pai e filho? E se o negócio era ruim, por que a empreiteira topou? A Pavisan fechou vários contratos com o governo mineiro durante a administração de Aécio. O dono da construtora, Jamil Habib Cury, ocupou cargo público na gestão do tucano. Foi diretor do Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais. Estava no posto quando a Pavisan foi escolhida para a pavimentação em Montezuma. Consta ainda na lista de doadores das duas campanhas vitoriosas de Aécio ao comando do estado, em 2002 e 2006. Na última, doou 51 mil reais.
Cópia de detalhe placa
A placa acima é de uma Unidade Básica de Saúde que está sendo reformada, bem diante do aeroporto abandonado de Montezuma.

Quer dizer que o governo de Aécio Neves torrou, em dinheiro de 2011, reajustado pela inflação de William Bonner, duas unidades básicas de saúde da Patrícia Poeta para asfaltar um aeroporto-fantasma?

Teria sido pelo fato de que a família do candidato tucano ao Planalto é proprietária, no município, de quase mil hectares de terras, na Perfil Agropecuária e Florestal?

Captura de Tela 2014-08-19 às 23.51.08


Quando as obras foram feitas em Montezuma, com Aécio governador de Minas, o pai dele era o dono das terras, obtidas através de usucapião.

O pai de Aécio foi deputado estadual entre 1955 e 1963 e deputado federal entre 1963 e 1987. Ou seja, estava em posição de poder ou tinha o filho em posição de poder quando tocava demandas judiciais para ficar com a propriedade.

Era dono das terras e tinha o filho em posição de poder quando a reforma do aeroporto aconteceu, mais ou menos a 30 quilômetros de sua propriedade.

Mera coincidência?

O então governador e hoje candidato sabia que, potencialmente, ao promover a reforma poderia valorizar sua futura propriedade?

Em nossa passagem por Montezuma, entrevistamos duas pessoas que viram o agora senador desembarcando no aeroporto reformado. Aécio pousou lá. Em outra ocasião, foi o cantor Amado Batista, na véspera de fazer um show numa cidade do sul da Bahia.

Uma moradora da cidade disse que o aeroporto foi um dos principais investimentos estaduais já feitos em Montezuma. Segundo ela, antes da obra os montesumenses eram obrigados a caminhar em rodovias da região, correndo risco de atropelamento.

cópia de andando com cachorroAgora, dispõem de um aeroporto para se exercitar. As caminhadas acontecem de manhã, bem cedinho, ou no final da tarde.
É isso mesmo: a obra do ProAero foi convertida em uma imensa pista para que a população local mantenha a forma física.

Perguntei a um dos usuários sobre o risco de um avião pousar inadvertidamente. Ele respondeu mais ou menos com as seguintes palavras: “Dá para ouvir o barulho. Qualquer coisa a gente se joga no mato”.

O aeroporto nunca foi homologado pela ANAC, a Agência Nacional de Aviação Civil.

Ainda assim, segundo os montesumenses que ouvimos, em tempos “de política” pousam ali aviões trazendo candidatos.

Este ano, quem sabe, será a vez do jatinho do Jornal Nacional.

PS1 do Viomundo: Já imaginaram se o Lula tivesse mandado reformar um aeroporto perto das terras — inexistentes — do filho dele, que para metade dos brasileiros é dono da Friboi (falso!) e tem como sede de fazenda a Escola Superior de Agicultura (ESALQ) de Piracicaba (falso!)? Quantas equipes a Globo despacharia para cobrir o escândalo?

PS2 do Viomundo: Na semana que vem, publicaremos a reportagem completa sobre nossa visita à cidade, bem como um mini-doc sobre oChoque de Gestão em Montezuma.

Luiz Carlos Azenha
No Viomundo

CAMOCIM INFORMADOS

JUSTIÇA DETERMINA VENDA DE BEM PENHORADO DO EX-PREFEITO DE MARTINÓPOLE

A juíza Cláudia Waleska Mattos Mascarenhas, respondendo pela Comarca Vinculada de Martinópole, através de Edital de Intimação de Hasta Pública, faz saber que executará a venda do bem penhorado do Ex-prefeito de Martinópole José Nilson Farias de Sousa, como também na execução de Título Extrajudicial movida pela União Federal.

O leilão será realizado no Átrio do Fórum de Martinópole dia 09/10/2014 as dez horas, se o bem não alcançar lanço superior à importância da avaliação acontecerá um outro leilão dia 30/10/2014 no mesmo horário.
Conforme o Processo, o imóvel possui 1.802,00m², com área construída de 1.377,26m², avaliado no valor de R$ 85.595,00.

BLOG ACONTECE

CAMOCIM INFORMADOS

CEARÁ CONFIRMA INTERESSE DO FLUMINENSE POR MAGNO ALVES

Magno Alves teve uma passagem de 5 anos no
Fluminense, entre 1998 e 2002 - FOTO: KID JÚNIOR
Apesar da sondagem, a diretoria alvinegra afirma que o clube tem interesse de permanecer com o jogador.
A diretoria do Ceará confirmou, na manhã desta quinta-feira (21), que o Fluminense demostrou interesse em contratar o acatante Magno Alves, ídolo da torcida e um dos principais jogadores do clube na temporada. De acordo com Robinson de Castro, presidente interino do Vovô, o Tricolor das Laranjeiras teria entrado em contato com o empresário do jogador, mas ainda não formulou nenhuma proposta.
Apesar da sondagem do clube carioca, Robinson afirmou que o Ceará tem interesse de permanecer com Magnata, mas que o atleta pode sair do clube se a multa rescisória for paga. “Nossos jogadores só saem daqui (Ceará) se o time interessado pagar a multa. É claro que queremos ficar com ele (Magno Alves), mas se o Fluminense, ou qualquer outro clube pagar, não poderemos fazer muita coisa”, disse.
O empresário do jogador, Mauricio Nassife, também confirmou o interesse, mas informou que a confirmação vai depender de um acordo entre as partes. “Houve apenas uma sondagem e ainda não tem nada certo. Neste momento, Magno Alves é do Ceará e ele está muito feliz lá”, afirmou.
Magno Alves jogou no Fluminense entre 1998 e 2002. Nesse perído o jogador conquistou a Série C de 2009 e o Campeonato Carioca de 2002 e marcou 114 gols.
Diário do Nordeste
CAMOCIM INFORMADOS

CATUNDA - CE: VIGILANTE PRATICA SUICÍDIO DENTRO DA AGÊNCIA DOS CORREIOS

Um vigilante praticou suicídio na tarde desta quarta (20/08), por volta das 16h45, dentro da agência dos Correios, no município de Catunda, distante 22km de Santa Quitéria.
Segundo informações, a vítima, identificada como Francisco Junior Gomes Lima, 23, natural de Tamboril, funcionário da agência, havia entrado no banheiro, onde foi ouvido um disparo de arma de fogo e ao verificarem, constataram que Junior havia se suicidado, com um tiro provavelmente na cabeça.

A Polícia esteve no local, onde recolheu a arma para perícia e o corpo foi encaminhado para o IML de Canindé. A cidade está em choque com a morte.

Fonte: A Voz de Santa Quitéria, via Blog Hidrolandia 24hs

CAMOCIM INFORMADOS

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

PASTOR EVERALDO DIZ QUE PRIVATIZA TUDO, INCLUSIVE PETROBRAS

Dando sequência à série com os presidenciáveis, o Jornal Nacional, da Rede Globo, entrevistou o candidato do PSC, Pastor Everaldo, nesta terça-feira (19). Na linha do falem mal, mas falem de mim, o candidato disse que, se for eleito, “vai privatizar a Petrobras”.


Everaldo disse que em seu programa de desmonte do Estado só pouparia os bancos.Everaldo disse que em seu programa de desmonte do Estado só pouparia os bancos.
Mas a Petrobras seria só a ponta do iceberg. Everaldo afirma que vai transferir todas as estatais à iniciativa privada. “Privatização, privatização. Tudo que for possível”, disse o pastor e, Bonner, num ato falho, respondeu: “muito bem”.

Ainda empolgado, Bonner perguntou em seguida se a privataria incluía o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal, mas o pastor disse que ambos representavam a “segurança do sistema financeiro”, então pouparia.

“Vou fazer corte na carne. Defendo um estado mínimo. Vou reduzir o número de ministérios de 39 para 20”, frisou o candidato, apadrinhado pelo também pastor Silas Malafaia, que fez a apresentação do candidato em seu primeiro programa de TV.

O presidenciável também foi questionado sobre a postura do seu partido de oposição às vésperas do período eleitoral, já que antes compunha a base do governo. “Nós, natural, esperávamos um espaço no governo. Não é um toma-lá-dá-cá. Ficamos decepcionados pela maneira como foi formado o governo”, justificou o pastor.
http://www.vermelho.org.br/noticia/248035-1

CAMOCIM INFORMADOS
E o Pastor? Disse que vai privatizar tudo o que for público. Malafaia adorou e esfregou as mãos, talvez já imaginando a grana gorda na conta. Afinal, privatização rende mais que dízimo. Pro bolso de quem privatiza, claro.
Os de boa memória sabem que apurou-se 100 bilhões com as privatizações feitas. E no mesmo período o Brasil foi três vezes ao FMI pedir dinheiro pra fechar as contas.
E os 100 bilhões? Sabe Deus.
Fora que empresas privatizadas como a Vale do Rio Doce não deixam praticamente nada para o Brasil. Até dos impostos são em grande parte anistiados, com a famigerada Lei Kandir. O que se apura hoje para o Brasil e vai se apurar do petróleo, o país poderia estar recebendo do ouro, do ferro, do manganês e de tantas riquezas minerais existentes no nosso subsolo.
Mas pra quem vai a grana dessa riqueza toda? Pro mercado, claro, pro bolso dos ricos, dos banqueiros que compram as empresas, pros associados estrangeiros.
E o povão? Ora, o povão vai pra determinadas igrejas pedir socorro. Esse Pastor Everaldo é, literalmente, coisa do demônio.

ELEIÇÕES 2014 ELEITOR TEM ATÉ QUINTA-FEIRA PARA SE HABILITAR AO VOTO EM TRÂNSITO

Eleitor tem até quinta-feira para se habilitar ao voto em trânsito
Eleitor tem até quinta-feira para se
habilitar ao voto em trânsito
Termina na quinta-feira (21) o prazo para que eleitores que estejam fora do domicílio eleitoral nos dias do primeiro e do segundo turnos requeiram o direito de votar para presidente e vice-presidente da República em outras cidades. A habilitação para o voto em trânsito pode ser feita em qualquer cartório eleitoral.
Procedimento
No cartório, o eleitor deve apresentar documento oficial com foto e informar o local onde pretende votar. Uma vez cadastrado para votar em trânsito, ele fica automaticamente habilitado para esse fim e impedido de votar na seção eleitoral de origem. Quem já se habilitou para votar em outra localidade e desistir disso tem também prazo até quinta-feira para pedir o cancelamento da habilitação.
Cidades
De acordo com Resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nas eleições deste ano, o voto em trânsito poderá ser feito em uma das 92 cidades brasileiras com mais de 200 mil eleitores.
Capitais
No pleito presidencial de 2010, só era permitido o voto em trânsito nas capitais. Naquele ano, votaram nessa modalidade, no primeiro turno, 80.419 eleitores e, no segundo turno, 76.458 eleitores. As seções para votação em trânsito deverão ter no mínimo 50 e no máximo 600 eleitores.
E ainda
Caso a seção não tenha o número mínimo de eleitores exigido, os habilitados deverão ser comunicados da impossibilidade de votar em trânsito na localidade escolhida. Com isso, será cancelada a habilitação e os eleitores terão de justificar a ausência ou votar nas seções de origem. Os tribunais regionais eleitorais têm a responsabilidade de registrar as seções especiais e os locais onde serão instaladas as urnas para a votação em trânsito.
Com informações da Agência Brasil
CAMOCIM INFORMADOS

terça-feira, 19 de agosto de 2014

SUZANE RICHTHOFEN PEDE À JUSTIÇA PAULISTA PARA CONTINUAR PRESA EM REGIME FECHADO

19/08/2014 - Após obter autorização judicial para cumprir o restante de sua pena em regime semiaberto, Suzane von Richthofen, 30, voltou atrás e pediu à Justiça para continuar presa em regime fechado.
Condenada a 38 anos e seis meses de prisão pela morte dos pais (Marísia e Manfred), em outubro de 2002, Suzane já cumpriu cerca de 12 anos de prisão em regime fechado. Ela está presa em Tremembé, no interior paulista.

A juíza Sueli de Oliveira Armani, da 1ª Vara de Execuções Criminais de Taubaté, ainda não analisou o novo pedido de Suzane.

De acordo com a assessoria do Tribunal de Justiça, a manifestação foi feita pela própria condenada, sem intermediação de advogados.

As motivações do pedido não foram divulgadas pelo Judiciário. Sabe-se que Suzane mantém um bom convívio com as demais presas e trabalha no presídio de Tremembé.

A Folha não conseguiu contato com o advogado de Suzane, Denivaldo Barni, na tarde desta terça-feira (19).

PROGRESSÃO

Caso ainda vá para o semiaberto, Suzane ganhará o direito de passar temporadas fora da prisão, as chamadas saídas temporárias, como no Dia dos Pais, no Dia das Mães e nos finais de ano.

Nesse regime o preso pode ainda sair de dia para trabalhar, desde que esteja formalmente empregado e tenha autorização da Justiça.

Na decisão da semana passada, que autorizou a progressão da pena, a juíza afirmou que Suzane "encontra-se presa há aproximadamente 12 anos, não apresenta anotação de infração disciplinar ou qualquer outro fator desabonador em seu histórico prisional".

A defesa de Suzane tentava sua transferência para o semiaberto desde 2009.


CAMOCIM INFORMADOS

DILMA NA TV - Programa de estreia

VEJA AGORA O PROGRAMA DE ESTRÉIA DA DILMA NO HORÁRIO ELEITORAL. PARA O BRASIL CONTINUAR MUDANDO PARA MELHOR. 

#MAISMUDANÇASMAISFUTURO

DILMA PRESIDENTE!


CAMOCIM INFORMADOS

AGRICULTORES FAMILIARES RECEBEM QUASE R$ 6 MILHÕES EM AGOSTO

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) pagou, nesta segunda-feira (18), quase R$ 6 milhões a agricultores familiares que participam do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Ao todo, 3,8 mil famílias, registradas no programa pelas prefeituras e governos estaduais, comercializaram produtos no mês de julho. A iniciativa tem o objetivo principal de fortalecer as cadeias produtivas locais de agricultura familiar.  

MDS
Os produtos são destinados às escolas e aos equipamentos públicos de segurança alimentar e nutricional.  
Os produtos são destinados às escolas e aos equipamentos
públicos de segurança alimentar e nutricional.  
Os produtos são destinados às pessoas em situação de insegurança alimentar, bem como àquelas atendidas pela rede socioassistencial, pela rede pública e filantrópica de ensino, e nos equipamentos públicos de segurança alimentar e nutricional, como restaurantes populares, cozinhas comunitárias e bancos de alimentos. 

No pagamento deste mês, as propostas estaduais beneficiaram 480 famílias, referentes aos estados do Acre, Ceará, Distrito Federal, Pará, Pernambuco, Piauí, Rondônia e Tocantins. Já as propostas municipais, totalizando 119 municípios, atenderam 3,3 mil famílias. As quantias são
depositadas diretamente na conta bancária dos agricultores familiares, que podem sacar o dinheiro com cartão bancário específico do PAA, ou utilizá-lo em operações de débito. 

A diretora do Departamento de Apoio à Aquisição e à Comercialização da Produção Familiar do MDS, Denise Reif Kroeff, ressalta os benefícios um ano após a modificação na forma de operar o PAA e o Termo de Adesão, que passaram a ser informatizados e trouxeram mais segurança às transações comerciais das famílias. 

“Essa mudança tem garantido pagamentos mensais regulares, permitindo que o agricultor receba o recurso, no máximo, um mês após cada entrega. Isso evita o desabastecimento das entidades que recebem os alimentos”, enfatiza Kroeff.

Garantia-Safra

Neste mês de agosto, 289.158 agricultores familiares dos estados da Bahia, Ceará, Minas Gerais, Pernambuco e Paraíba recebem a primeira parcela do seguro Garantia-Safra, referente à safra 2013/2014. O seguro garante renda mínima para a sobrevivência de agricultores de localidades atingidas por situação de emergência ou calamidade pública por causa de estiagem ou excesso hídrico. 

Os recursos para o pagamento do benefício são constituídos das contribuições dos próprios agricultores (taxa de adesão), dos municípios, dos estados e da União.

Cada beneficiário recebe o valor de R$170, correspondente à primeira parcela de um total de cinco. As demais parcelas serão pagas nos meses subsequentes. Os pagamentos começam a ser feitos no dia 18. Para receber, o agricultor deve comparecer ao banco na mesma data em que ele já recebe os demais benefícios sociais pagos pela Caixa Econômica Federal.

Podem aderir ao Programa Garantia-Safra, os municípios situados na área de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), norte do Estado de Minas Gerais e norte do Estado do Espírito Santo, com maior probabilidade de ocorrência de secas ou excesso hídrico, sujeitos à declaração de estado de calamidade pública ou situação de emergência, reconhecidos pelo Governo Federal.
 Do vermelho

CAMOCIM INFORMADOS

METALÚRGICO DE JOINVILLE CONTA SUA HISTORIA DE VIDA E DIZ QUE A CULPA É DO PT


''A CULPA É DO PT''.

Boa tarde, não gosto de me expressar aqui, mas os fatos, os deboches, a falta de conhecimento, a ignorância ou até mesmo achar que falar mal do governo está na moda agora, dizer que está tudo errado. Alienação. Por isso vou expor minha opinião, meu desabafo, uma realidade que eu vivi, sabe lá, mostrar o que eu penso sobre tudo isso.

Sou um peão de fábrica, que trabalho desde os meus 9 anos de idade, comecei vendendo picolé e algodão doce, detalhe: fazia isso com amor. Pois todo dinheiro que ganhava era para levar para a minha mãe (agricultora e dona de casa), isto é, ajudar no sustento da casa. Depois com 12 anos após a morte de meu pai, aposentado por invalidez, com um salário mínimo que era uma miséria na época (uma média de 60 dólares) ficou tudo bem mais difícil. Fui trabalhar em uma estofaria para ganhar meio salário mínimo e cheguei a ficar seis meses sem receber, salário atrasado, mesmo assim tinha que continuar lá pois não tinha jovem aprendiz, estagiário, etc. Trabalhei dois anos e meio. Vida fodida, cruel, mas tinha que agüentar. Um fato que marcou muito essa época foi um dia em que não se tinha nada para comer à noite, o cansaço era grande, dormia-se mesmo. No outro dia a fome acordou comigo, porém tinha que trabalhar e fui. Quando sai da minha casa, me virei para trás e vi minha mãe chorando, pois ela sabia que eu estava com fome e não tinha nada para comer. 

Hoje, eu tenho 3 filhas e entendo que a dor dela era imensamente maior que a minha pois fico triste quando as minhas filhas me pedem para comprar uma pizza e a grana está meio curta e digo que não dá, tento ser durão. Meia hora depois, eu digo “tá bom, vamos comprar no crédito mesmo”, hahaha, e todo mundo fica feliz. 


Aí veio a adolescência, sempre tive uma forte influência punk, tanto pelas músicas, quanto na política. Poucos entendem o que eu falo, ao usar uma camisa do Ramones, ou escutar Garotos Podres, tinha que se identificar. Não era moda, era foda. Aí veio um professor de São Paulo, e nos falou que estava surgindo uma nova esperança, uma estrela, um partido cujo líder era um peão barbudo que ia mudar a história do nosso amado Brasil. Aquilo me fascinava, rock progressivo, Diretas Já, fim da Ditadura e vamos embora.

Uma noite que eu nunca vou me esquecer foi quando ele nos deu cinco latas de spray e disse “vão se expressar em seus muros com uma frase: Lula Lá”. Eu me senti o Che Guevara. Hahaha. Quero contar com orgulho essa história para os meus netos; nós perdemos a eleição.

Seguia eu, com meu All Star velho (comprado usado, é claro), agora já trabalhando em um mercado como repositor e usando uma maquininha de colar etiquetas, que era o símbolo da inflação naquela época, levei alguns esporos por causa dela. Não tinha grana, não tinha moto, não tinha carro, não tinha celular, não tinha curso técnico, não tinha Pronatec, não tinha Ciência Sem Fronteiras, não tinha FIES, não tinha grana, não tinha emprego, mas tinha que seguir, pois tinha sido demitido por um erro meu. E aí era época de batalhão, mas mesmo assim consegui arrumar emprego, escapei do serviço militar, graças a Deus! Como dizia Raul “mamãe, eu não queria”. Impeachment, cara pintada, caiu o caçador de Marajá e eu tava lá na Praça da Bandeira.


Aí as paqueras, os namoros, já estavam bem avançados, mas cara, pra ti fazer um lanche, um simples X-salada, ou levar uma gatinha no cinema era foda mesmo! E a indignação com o sistema, com o governo, era grande. Só se falava em divida externa e FMI, mas a estrela estava lá, brilhando e eu segui acreditando. Utopia sabe lá. 

Até que em 2002 a esperança venceu o medo, o peão venceu a eleição e as mudanças estão aí, acontecendo. Fiz o meu curso técnico, construi minha casa na praia, tenho um celular que tira retratos, já viajei de avião, dormi em hotel, comi em restaurantes, tenho carro, minhas filhas todas falam sem medo ou insegurança que vão fazer faculdade, comprei até um All Star novo, hahaha, mas eu continuo trabalhando e muito. 

Que droga! Não é isso que muitos estão falando? Agora com o PT estou trabalhando como nunca, isso é hilário, pois antes como nós queríamos trabalhar, hein?! Lembram das filas, aglutinações, em frente das firmas? Alguém se lembra da Embraco? As pessoas sendo escolhidas como gado ou escravos? Os jovens não têm obrigação de lembrar, pensam que sempre foi assim, disputados a tapa pelo mercado de trabalho e muitos da minha idade, hahaha, não vamos entrar muito nesse detalhe, já se esqueceram disso. Lembram da Tupy? Que era um mar de ciclistas. Joinville, a cidade das bicicletas. E hoje, hein?! Falta vaga no estacionamento e os carros todos novos, coisa linda hein? Todos os peões com o vidro fechado, carro tem que ter ar condicionado, que orgulho disso! Cadê as bicicletas? 

“Mas tá ruim, esse governo não presta! Pois queria pegar um carro zero esse ano, mas tenho que ajudar meu outro filho, ele também vai começar a facul esse ano”. Que ruim isso, né? Escutei isso na empresa esses dias. Quando ouvi isso, não critiquei, sai rindo, fiquei muito orgulhoso. Meu companheiro tem carro e dois filhos na faculdade pois a evolução da nossa sociedade está aí, não estamos mais trabalhando só para comer mas para comprar carro zero, pagar faculdade para filho. Olha, até dá para dar uma turbinada nas esposas. Vaidade! Isso não é fantástico? E lembrarem-se das nossas mães, coitadas, assoprando um fogão a lenha todas despenteadas. E agora hein? Nossas gatas podendo até cuidar da sua beleza. 

Falando em esposas, vou fazer uma tese para mostrar como a nossa sociedade evoluiu. Com uma galinha, hahaha, isso é bem coisa de peão: Minha mãe tinha que comprar um pintinho, criar a galinha, matar para comer. As esposas compravam a galinha congelada, picavam, para comer. E hoje? Uma mulher de 20 anos sabe cortar uma galinha? Hahahaha. Companheiro experimente fazer isso, leve uma galinha inteira para casa que já vão perguntar “não tinha coxa e sobrecoxa ou peito fatiado? Quem é que vai picar isso?” Isso não é fantástico? Isso é evolução, gente! Ah, mas esqueci! Ainda tenho que comprar a galinha, que foda, né? Hahahah. 

Agora vou ser cruel: para quem acredita em papai Noel ou cegonha, não existe, não vai existir, um governo que irá te sustentar em casa. Os críticos do bolsa-família que me poupem pois eu acho que ninguém que recebe isso está feliz, pois feliz é quem não precisa desse auxílio e ninguém consegue viver exclusivamente com o bolsa-família. Trabalhar, produzir, faz parte. Tem que ser feito. O que tem que continuar mudando é a evolução da nossa sociedade para a melhor por isso é PT, sou Dilma, acredito na nossa estrela, acredito em mais mudanças, em mais futuro, não quero voltar a criar galinhas.

Um abraço do cabeludo.
Wanderlei Monteiro de Souza

CAMOCIM INFORMADOS

Texto de uma forma simples e com palavras que representam a classe trabalhadora deste país, com sua forma variável de se expressar.

Por: Wanderlei Monteiro (Cabeludo)

DILMA DÁ SHOW EM 11′ ! SE NÃO ABATERAM ATÉ AGORA…

Primeiro programa do horário eleitoral foi um massacre !

O amigo navegante deve imaginar o efeito de um vídeo dessa qualidade, ao longo da campanha, até outubro.

E comparar com os dois minutos do Aecioporto – que não tem nada a declarar -  e o minuto (dividido) da Bláblá, que tem muito o que explicar …  (Clique aqui para ver a denúncia do deputado Aldo Rebelo.) 

(E aqui para ler “Casamento de fachada”.)

Dilma mostra o que realizou, sem ser didática, professoral.

Nem Imperial, como aquele que está nu.

E passa a informar: a crise lá fora e como ela preservou os empregos e a renda, aqui.

Ela demonstrou, já na saída, que vai neutralizar os efeitos do manchetômetro e a treva que se tentou montar num veloriomício.

Se não abateram a Dilma até agora, bye-bye !

Em tempo: e a categoria do Lula, amigo navegante, ao se despedir do Eduardo ! Dispensou a gravata preta do Aecioporto, o estafeta do óbvio…

Veja o que diz o Muda Mais:



A ESPERANÇA DE MUDAR MAIS CHEGA À TV: PRIMEIRO PROGRAMA ELEITORAL DE DILMA ROUSSEFF


Um vídeo de esperança, que olha pra frente, com imagens de um Brasil que mudou e que transmitem a certeza de que quem mudou o presente, vai poder melhorar ainda mais o futuro. Foi assim o primeiro programa eleitoral na televisão da campanha de Dilma Rousseff à reeleição, que foi ao ar nesta terça-feira (19).

Cenas da Dilma com o povo, de aproximações espontâneas e de seu semblante sempre tranquilo e feliz por estar ao lado daqueles que defende e pelos quais trabalha. Imagens que mostram o cotidiano de Dilma, que vai muito além do gabinete presidencial. Dilma mulher, dona de casa, mãe e avó, pessoa comum, que compartilha as esperanças de todos os brasileiros, mesmo tendo que matar um leão por dia. Sempre sem esmorecer.

O programa lembrou de avanços como o sucesso do programa Bolsa Família, as descobertas de novas reservas de petróleo, o aumento na produção agrícola. Destacou que os governos de Lula e Dilma vêm trabalhando para diminuir a desigualdade social no país. E valorizou as conquistas pessoais de cada cidadão que foi atingido pelos programas de governo. Mostrou Dilma como uma mulher que se sensibiliza e compreende pequenas conquistas, como a menininha que vai ter um quarto com uma cama só pra ela, graças ao Minha Casa Minha Vida.

Dilma destacou que, graças a todas essas conquistas realizadas nos últimos 12 anos, agora, é possível falar de um novo ciclo. “O Brasil conseguiu duas coisas importantíssimas: evitou que a crise internacional entrasse na casa dos brasileiros e não interrompeu o ciclo de mudanças que iniciou no governo Lula”, destacou Dilma, que também lembrou a forma diferente como a crise econômica atingiu Estados Unidos e Europa – que fecharam postos de trabalho – e o Brasil, onde foram criadas 5 milhões de vagas na sua gestão.

No novo ciclo, com sua reeleição, será dada continuidade aos investimentos na infraestrutura do país. A melhoria da produtividade do Brasil permitirá ampliar a inclusão social e a estabilidade econômica. Como Dilma observou: “O que se plantou no primeiro mandato será colhido no segundo mandato”. O ex-presidente Lula também participou do programa e lembrou: “Meu segundo mandato foi melhor que o primeiro. Com Dilma vai ser assim também. Imagine o prejuízo que o Brasil teria sofrido se eu não tivesse um segundo mandato”.

Observando que o pessimista não dá o primeiro passo, porque é uma pessoa que desistiu antes de começar, a presidenta destacou os 22 milhões de brasileiros que saíram da miséria no seu governo. Ela também fez referências a programas como o Pronatec, o Ciência Sem Fronteiras e o Mais Médicos e observou que a destinação dos royalties do pré-sal para educação e saúde são uma “riqueza que vai mudar a história do Brasil”. “Isso é orgulho”, enfatizou.

Assim como fez no programa de rádio, Lula encerrou o programa falando sobre sua relação com Eduardo Campos, em uma homenagem ao político que faleceu em acidente de avião há uma semana.
conversaafiada CAMOCIM INFORMADOS

GOVERNO DILMA FECHA ACORDO COM RIO E SP PARA GARANTIR ABASTECIMENTO DE ÁGUA

O governo federal anunciou nesta segunda-feira (18) um acordo com os governos do Rio de Janeiro e São Paulo, com o propósito de garantir o abastecimento da população até novembro, quando começa o período de chuvas.
O acordo passa a valer a partir do próximo dia 20. Nesta data, a vazão do rio Jaguari, que hoje está em 10 metros cúbicos por segundo, subirá para 43 m³/s. Na mesma data, a vazão do rio Paraibuna, que está em 80 m³/s, cairá para 47 m³/s.

O aumento do abastecimento de água em São Paulo se apoiará, fundamentalmente, na redução do volume de água da barragem de Santa Cecília. A vazão, que hoje está em 165 m³/s, cairá para 160 m³/s. Essa redução, no entanto, só ocorrerá a partir de 10 de setembro, porque são necessárias obras de adaptação.

Segundo a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, o acordo foi selado com os governos do Rio e São Paulo. Ao todo, a região afetada pela Bacia do Paraíba do Sul atinge diretamente 37 municípios, sendo 26 no Rio e 11 em São Paulo. São 11,2 milhões de pessoas atendidas diretamente por esse sistema.

O acordo foi anunciado com a presença de autoridades ambientais e de recursos hídricos de São Paulo, Rio e Minas Gerais, que tem outros 88 municípios atendidos indiretamente pela bacia. "Produzimos um acordo. Estamos assegurando as condições de abastecimento", comentou Izabella, em anúncio feito a jornalistas.

Um novo encontro deve ocorrer em setembro, para analisar o impacto das medidas e eventuais necessidades de ajustes.

Por: Helena
CAMOCIM INFORMADOS

SAI REAJUSTE DE 1,5% PARA TARIFAS DE TELEFONIA NAS LIGAÇÕES ENTRE FIXOS E MÓVEIS

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou hoje (14) um reajuste de 1,5% nas tarifas de telefonia para ligações entre telefones fixos e móveis, tanto em chamadas locais como em longa distância. O reajuste vale para as concessionárias de  telefonia fixa.

Para ligações de telefones fixos para o Serviço Móvel Especializado (comunicação por meio de rádio), haverá uma queda de 5,27% nas tarifas, porque foi aplicado um fator de redução, que é empregado periodicamente para essa modalidade. As novas tarifas valem a partir da publicação no Diário Oficial da União, o que deve ocorrer na próxima semana.

Os reajustes levam em conta índices de inflação e o Índice de Serviços de Telecomunicações (IST), sobre os quais são aplicados o fator de redução que desconta os ganhos de produtividade das operadoras.

No início do ano, a Anatel aprovou as novas tarifas de remuneração de redes móveis, que reduziram em média em 13% o preço das ligações de telefones fixos para celulares, sejam ligações locais ou de longa distância, originadas nas redes das concessionárias da telefonia fixa (Oi, Telefônica, CTBC, Embratel e Sercomtel) destinadas às operadoras móveis.”

Fonte: Agência Brasil

CAMOCIM INFORMADOS

RENDIMENTO REAL MÉDIO DO TRABALHADOR BRASILEIRO CRESCEU 3,18% EM 2013

Dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) de 2013, divulgados nesta segunda-feira (18) pelo ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, demonstram que o rendimento real médio do trabalhador brasileiro cresceu 3,18% em 2013, alcançando R$ 2.265,71 em dezembro contra R$ 2.195,78, registrado em dezembro de 2012.

Os dados da Rais 2013, estudo com dados de empregos formais nos setores público e privado no País, demonstram expansão em todas as regiões, com maior ganho de remuneração na região Sul com +4,52%; Sudeste +3,35%; Nordeste +2,59%; Norte +2,05%; e Centro-Oeste +1,89%.
Nos estados, 23 obtiveram ganhos reais. As maiores elevações ocorreram em Roraima (+6,11%), Piauí (+4,95%), Pará (+4,86%), Paraná (+4,79%) e Rio Grande do Sul (+4,66%).
Gênero
Numa análise por gênero, os números da Rais 2013 revelam que, percentualmente, o ganho das mulheres superou o dos homens. Enquanto o público masculino cresceu de R$ R$ 2.375,58, em 2012, para R$ 2.451,20, em 2013, percentual de 3,18%, as mulheres obtiveram um ganho superior, percentual de 3,34%, com o rendimento passando de R$ 1.953,19 para R$ 2.018,48.
Setorial
Dentre os oito setores de atividade econômica, sete apresentaram expansão nos rendimentos, com destaque para: Agricultura (+6,13%), Extrativa Mineral (+4,76%), Construção Civil (+4,29%), Comércio (+3,63%), Indústria de Transformação (+3,40%) e Serviços (+3,33%), todos registrando aumentos superiores à média da totalidade dos setores (+3,18%). Os Serviços de Utilidade Pública (-3,61%) foi o setor que registrou queda nos rendimentos reais.
Raça/Cor
A Rais 2013 informa também um ganho real de 4,55% nos rendimentos dos vínculos empregatícios dos pretos/negros, que teve um ganho superior aos dos trabalhadores que se declararam pardos e brancos, 3,86% e 3,76%, respectivamente. Os rendimentos médios dos trabalhadores classificados pretos/negros representam 70,12%, em 2013, ante 69,58%, em 2012, daqueles auferidos pelos brancos, indicando continuidade da redução da disparidade entre os rendimentos recebidos pelos respectivos assalariados formais.
Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego
CAMOCIM INFORMADOS

PRODUÇÃO INDUSTRIAL CAI... NA EUROPA!

Por Altamiro Borges em seu blog:
A mídia colonizada, que adora bajular os EUA e a Europa, deu pouco destaque para uma importante notícia na semana passada. Segundo dados oficiais, a produção industrial na zona do euro caiu 0,3% em junho, mantendo a tendência de queda já registrada no mês anterior – que foi ainda pior, com retração de 1,1%. Segundo a agência Reuters, este novo recuo abalou as esperanças na recuperação da economia do velho continente. “Esse é um número bastante decepcionante após a contração já forte em maio”, lamentou o economista chefe da consultoria ING Peter Vanden Houte. O “deus-mercado” tinha uma expectativa de que a produção industrial cresceria 0,3% no mês passado.

Estes dados confirmam que a economia capitalista da Europa segue agonizando. Muitos países da região estão em recessão e não há sinais de retomada da produção e do consumo. As maiores vítimas deste colapso do sistema são os trabalhadores. Os índices de desemprego na Europa são assustadores – algumas nações ostentam taxas superiores a 20%, as maiores da sua longa história. A juventude é a mais atingida por esta tragédia. Na Espanha, por exemplo, o desemprego entre os jovens supera o patamar dos 50%. Diante deste cenário, os capitalistas europeus aproveitam para arrochar ainda mais salários e para golpear antigos direitos trabalhistas. A barbárie se aprofunda no velho continente.

Em artigo recente, o próprio “Financial Times”, a bíblia dos neoliberais, reconheceu que as medidas de austeridade fiscal adotadas na região não surtiram efeito. “A economia da zona do euro ficou estagnada no segundo trimestre, colocando mais dúvidas sobre a recuperação do bloco de 18 países e aumentando a pressão para que o Banco Central Europeu tome medidas para impulsionar o crescimento”. A retração de abril a junho foi “reflexo dos maus resultados dos três gigantes do bloco... Alemanha e Itália (a primeira e a terceira maiores economias da zona do euro, respectivamente) tiveram contração no segundo trimestre ante os três primeiros meses de 2014. Já a economia francesa ficou estagnada”.

No Brasil, a mídia colonizada evita realçar a atual fase regressiva e destrutiva da Europa por duas razões básicas. A primeira é que isto a obrigaria a confessar o desastre causado pelo sistema capitalista. A segunda é que ofuscaria suas críticas ao governo Dilma Rousseff. Apesar dos reflexos negativos na economia brasileira, que não é uma ilha, o país ainda está mais bem situado do que a Europa. As taxas de desemprego são das menores da história do Brasil; não há retração dos salários e nem retirada de direitos trabalhistas. A mídia tucana evita contextualizar a crise com objetivos meramente eleitorais, visando criar um clima de pessimismo no país para ajudar os candidatos identificados com o projeto neoliberal.

CAMOCIM INFORMADOS